#Trampolins (Pula Pula): O Que Você Deve Saber

Postado em

Resultado de imagem para trampolins

Por Egas Moura – Pediatria

Os trampolins são geralmente considerados uma grande fonte de diversão e exercício para as crianças. No entanto, milhares de crianças lesionam se nos trampolins em cada ano. As lesões podem ocorrer mesmo quando o trampolim tem instalada uma malha de protecção e com estofamento protector e mesmo na presença dos pais.

Lesões comuns

A maioria dessas lesões ocorrem em trampolins instalados no domicilio. As crianças menores de 6 anos de idade têm o maior risco de lesão.

As lesões comuns incluem:

  • Fractura (por vezes requerendo cirurgia)
  • Contusões e outros ferimentos no crânio
  • Entorses / estiramentos
  • Contusões, escoriações e lacerações
  • Lesões no pescoço e na medula espinhal (que pode levar à paralisia permanente ou mesmo à morte)

 

A maioria das lesões ocorrem quando mais de uma pessoa usar ou saltar no trampolim.

Qual o mecanismo que pode ferir as crianças:

  • Má aterragem ao saltar
  • Falhar o alvo na aterragem quando estão a dar cambalhotas e piruetas (estes não devem ser permitidos devido ao risco de lesões no pescoço e cabeça).
  • Colidir com outra pessoa
  • Caírem fora do trampolim
  • Bater nas molas ou no quadro de metal que suporta a estrutura

 

As recomendações das organizações internacionais

  • Não compre um trampolim para a sua casa. Trampolins estão na moda e são uma forma divertida de exercício, mas existem outras maneiras mais seguras para incentivar os filhos a praticar atividade física, tais como: futebol, andar de bicicleta (com capacete protetor), ou participar num desporto de equipe.
  • Recomenda se que os mini-trampolins de tamanho regular não sejam instalados nos lares, nas aulas de ginástica de rotina ou nos playgrounds.. Você só deve permitir que uma pessoa salte de cada vez.

 

Se você decidir comprar um trampolim para a sua casa, recomendamos que tome as seguintes precauções:

  • A criança só deverá usar este equipamento estando a ser vigiado por um adulto
  • A utilização de uma única criança, de cada vez.
  • Não permita cambalhotas
  • Instale o equipamento de protecção como recomendado e verifique se está em boas condições
  • Verificar o equipamento com frequência.
  • Substitua o equipamento quando defeituoso.
  • Os pais devem verificar a sua apólice de seguro para casa e obter cobertura por lesões relacionadas com o trampolim, se não estão incluído na política básica.

 

Dr. Egas Moura  – Pediatra

Portugal

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s