O consumo de álcool é seguro para pacientes com artrite reumatoide tratados com MTX?

Postado em

O consumo de álcool é seguro para pacientes com artrite reumatoide tratados com MTX?

metotrexato (MTX) é provavelmente o mais importante medicamento usado para tratar a artrite reumatoide (AR). É clinicamente eficaz e bem tolerado, no entanto, a potencial hepatotoxicidade do MTX continua a ser uma preocupação, e o monitoramento sanguíneo regular é obrigatório.

O consumo de álcool também é bem conhecido por ter efeito adverso no fígado, particularmente em excesso. Segundo essas duas associações, pacientes com AR que utilizam MTX são aconselhados a limitar ou mesmo abster do consumo de álcool devido a potencial hepatotoxicidade combinada.

Neste contexto, um estudo publicado recentemente no Annals of the Rheumatic Diseases teve como objetivo quantificar o risco de desenvolver provas de função hepática anormais em diferentes níveis de consumo de álcool, utilizando dados rotineiramente coletados de cuidados primários.

Foram incluídos pacientes com AR do Clinical Practice Research Datalink que iniciaram o uso de MTX entre 1987 e 2016. A hepatotoxicidade foi definida como aumento das enzimas hepáticas (alanina transaminase ou aspartato aminotransferase) mais de três vezes o limite superior do normal.

Um total de 44.586 pacientes com AR foram identificados, dos quais 11.839 foram incluídos no estudo. Cerca de 70% era do sexo feminino e a média de idade foi de 61 anos. A maioria dos pacientes (78%) eram consumidores leves (≤ 7 unidades por semana) ou não consumiam álcool. Apenas 799 (8%) consumiam mais do que o limite recomendado pelo Reino Unido de 14 unidades por semana.

O aumento do consumo semanal de álcool como variável contínua foi associado ao aumento do risco de hepatotoxicidade (hazardratio[HR] ajustada por unidade consumida: 1,01; intervalo de confiança [IC] de 95%: 1,00 a 1,02). Consumir entre 15 e 21 unidades foi associado a um possível aumento do risco de hepatotoxicidade, enquanto consumir > 21 unidades por semana, aumentou significativamente as taxas de enzimas hepáticas (HR ajustada: 1,85; IC 95%: 1,17 a 2,93).

O risco de aumento das enzimas hepáticas em pacientes com AR que utilizam o MTX aumenta com os níveis crescentes de consumo de álcool. Contudo, o risco naqueles pacientes que consomem ≤ 14 unidades de álcool por semana não é maior do que aqueles que não consomem bebida alcoólica. Estes resultados podem fornecer informações práticas e úteis de que o consumo de álcool dentro dos níveis recomendados (em nível nacional no Reino Unido) é seguro, em termos de risco de hepatotoxicidade, para pacientes com AR que iniciam a terapia com MTX.

Autora:

Juliana Festa de Vasconcellos

Referências:

Humphreys JH, Warner A, Costello R, Lunt M, Verstappen SMM, Dixon WG. Quantifying the hepatotoxic risk of alcohol consumption in patients with rheumatoid arthritis taking methotrexate. Ann Rheum Dis. 2017 Mar 23. pii: annrheumdis-2016-210629. doi: 10.1136/annrheumdis-2016-210629. [Epub ahead of print]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s