Infecções Crônicas

Postado em

Anotações da Let

Infecções crônicas (José Alfredo)

          As infecções crônicas podem se transmitir no ciclo gravídico-puerperal (via transplacentária/ vertical; feto em contato com secreções maternas durante o parto; recém nascido) ou para o lactente (leite materno: HIV e HTLV, hepatite C em baixo potencial, herpes se lesões locais). São infecções virais, parasitárias ou treponêmicas que podem resultar em aborto, morte fetal, prematuridade e retardo do crescimento intrauterino. Os bebês podem ser tanto assintomáticos (prematuridade sem causa especificada) como sintomáticos.

Zika vírus: estudos mais recentes sugerem que a atuação do vírus no feto ocorre com o decorrer do tempo, e não somente na fase de hiperplasia, como era achado no início da epidemia.

Etiologias

  • sífilis
  • toxoplasmose: risco de 5% de gestantes apresentarem infecção aguda
  • CMV: não produz imunidade
  • rubéola: 50% das mães são assintomáticas na gravidez
  • herpes
  • HIV
  • HTLV: não existe prevenção atualmente, manuseio do parto e do RN…

Ver o post original 262 mais palavras

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s