Câncer de próstata metastático: em vez de biópsia, exame de sangue

Postado em

6500967-thumb

Roxanne Nelson

 

Recentemente tem havido muito barulho sobre o uso de “biópsias líquidas” e sobre como esses exames de sangue que revelam o câncer podem substituir a necessidade de biópsias de tecido.

O estudo mais recente mostra que um teste assim pode ser útil para o diagnóstico do câncer de próstata metastático, no qual a amostra para biópsia precisa ser retirada do osso, um procedimento doloroso, arriscado e caro, diz um especialista.

O atual estudo utilizou o teste de sequenciamento Guardant360 e descobriu que foi detectado DNA tumoral circulante (DNAtc) livre, fora da célula, na maioria das amostras (94%) dos pacientes com câncer de próstata metastático resistente à castração.

Além disso, o teste revelou muitas alterações genéticas aparentemente semelhantes às alterações dos tecidos tumorais e forneceu informações prognósticas.

“Um número maior de alterações genéticas globais e alterações nos receptores de androgênio pareceu estar associado aos desfechos clínicos ruins”, disse o primeiro autor do estudo, o Dr. Guru Sonpavde, médico e professor associado de medicina na University of Alabama, em Birmingham. Ele falou sobre a pesquisa em uma coletiva de imprensa realizada antes do Genitourinary Cancers Symposium (GUCS) 2017, realizado de 16 a 18 de fevereiro em Orlando, na Flórida.

O teste de DNA tumoral circulante é uma valiosa ferramenta de pesquisa para a descoberta de novos alvos moleculares, observou o Dr. Sonpavde.

Novas alterações nos receptores de androgênio apareceram com frequência após a terapia, observou ele. “Estes dados sugerem ser promissor criar medicamentos de resgate visando as alterações dos receptores de androgênio”.

São necessárias alternativas não invasivas à biópsia tumoral tradicional, ressaltou. “A análise repetida do tecido tumoral de pacientes com câncer de próstata metastático é difícil devido à necessidade de realizar biópsias ósseas na maioria dos casos”, disse ele.

Este é “um dos maiores conjuntos de dados de registros clínicos estudando o DNA tumoral circulante no câncer de próstata metastático”, comentou o Dr. Sumanta Pal, oncologista do City of Hope Cancer Center em Los Angeles, na Califórnia, e especialista pela American Society of Clinical Oncology, que moderou a coletiva de imprensa.

“Este estudo mostrou que o DNA tumoral circulante oferece uma maneira simples e eficaz de observar a composição do tumor, de modo que os médicos podem utilizá-lo para personalizar o tratamento”, disse ele.

O estudo mostrou que 94% dos pacientes tinham células tumorais circulantes no sangue, reiterou ele. A única outra maneira de avaliar o tumor seria por meio de biópsia, observou. “As biópsias ósseas podem ser dolorosas, arriscadas e caras, e o aproveitamento delas pode ser baixo.”

“À medida que trabalhamos para adequar o tratamento às alterações moleculares que determinam o crescimento do câncer em cada paciente, esses exames de sangue parecem ser muito promissores, especialmente para os pacientes que não podem fazer a biópsia do tumor”, acrescentou.

O uso de biópsias líquidas

O DNA tumoral circulante livre de células pode fornecer informações abrangentes sobre as alterações genéticas do tumor, que podem evoluir ao longo do tempo, observaram os pesquisadores no resumo do artigo. O uso de células circulantes vem ganhando terreno no câncer devido à sua capacidade de monitorar o tratamento e avaliar os resultados.

Um estudo publicado no ano passado e noticiado pelo Medscape, demonstrou que esta técnica pode ser utilizada para avaliar a heterogeneidade tumoral no câncer de próstata. Outros estudos sugerem que as biópsias líquidas podem ter aplicação em casos de câncer de ovário, câncer de cólon, câncer de pulmão e linfoma.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s